Enxaqueca: Sintomas, Causas e Tratamento

Muitas vezes confundida com outras cefaleias, a enxaqueca é um tipo de dor de cabeça que costuma provocar dores unilaterais e latejantes, diferente da dor de cabeça comum que quase todo mundo tem de vez em quando. No caso da enxaqueca, uma dor forte se instala de forma repentina, geralmente apenas em um lado da cabeça. Essas dores são muito mais graves do que as dores de cabeça normais e geralmente são acompanhados por outras queixas. A enxaqueca geralmente restringe a vida cotidiana, causando impactos na qualidade de vida. Algumas pessoas têm apenas um ataque de enxaqueca ocasional. Outros ficam incapacitados vários dias por mês.

Sintomas

Os sintomas da enxaqueca normalmente são percebidos com dores pulsantes ou latejantes. Frequentemente aumentam com a atividade física, às vezes até com pequenos movimentos. A cefaleia pode estar associada a náuseas e vômitos. Além disso, a sensibilidade a barulhos, luz e cheiros podem acompanhar a dor. Se não tratados, os sintomas podem durar entre quatro horas ou mais. Em alguns casos, antes que a enxaqueca se torne perceptível, algumas pessoas sofrem com alterações na vista, como pontos luminosos, embaçamento, manchas escuras na visão, ou como se tudo estivesse por meio de linhas onduladas. Na medicina, esses fenômenos são chamados de “aura”. Uma aura geralmente desaparece dentro de uma hora sem consequências e é então substituída pela típica dor de enxaqueca.

Causas

As causas exatas das enxaquecas não são conhecidas. Contudo, o estresse geralmente desempenha um papel importante na dor: Se sentir nervoso e tenso pode piorar a dor ou ajudá-la a ocorrer. Dias muito agitados, sem pausas suficientes, podem causar dores de cabeça. Pessoas que têm os horários de dormir irregulares e possuem uma má alimentação, estão mais propensas a ter enxaqueca. Além disso, a falta de atividade física pode estar associada com a incidência e a frequência das crises de enxaqueca. Se você tem enxaquecas, pode descobrir por si mesmo se esses fatores têm influência. Um diário de enxaqueca pode ajudar com isso.

Tratamento e prevenção

A prevenção é o principal tratamento, desta forma é possível adotar medidas para evitar as crises de enxaqueca. Contudo, quando as enxaquecas são muito dolorosas, é comum que se utilize medicamentos para ajudar a superar, como analgésicos de efeito rápido. Para que haja a prevenção, é fundamental a adoção de hábitos saudáveis. Alimentação equilibrada, sono e atividade física regular, contribuem com o tratamento.