Os hormônios são substâncias produzidas pelas glândulas que compõem o chamado sistema endócrino. Cada hormônio tem uma função diferente, mas alguns trabalham em conjunto, então seria impossível a humanidade viver sem hormônios. Estes regulam a quantidade de substâncias como o açúcar ou cálcio, evitando o excesso ou a falta delas em nosso organismo. Eles controlam nosso desenvolvimento e crescimento, proporcionando mudanças fisiológicas que ocorrem na adolescência,  avisando também a hora de dormir quando a noite chega. Das glândulas endócrinas em que cada um é produzido, os hormônios são lançados no sangue e, a partir daí, alcançam todas as células do corpo – mas só vão atuar sobre aquelas a que são dirigidos, chamadas justamente de células-alvo.

Um desequilíbrio hormonal é qualquer alteração em excesso ou diminuição nos níveis dos hormônios no corpo, afetando nas suas funções. Existem muitas glândulas endócrinas no corpo como a glândula pituitária , tireóide , timo , glândulas supra-renais , e o pâncreas. Se o desequilíbrio hormonal não for tratado, pode resultar em graves condições médicas, como diabetes . Se o desequilíbrio está ocorrendo na glândula pituitária, desordens de crescimento são possíveis. É mais comum em mulheres. Existem várias causas para o desequilíbrio.

As causas comuns incluem pílulas anticoncepcionais, estresse , uso excessivo de cosméticos. Outras causas são falta de exercício,gravidez , lactação e estilo de vida sedentário. Alguns dos sintomas experimentados durante desequilíbrio hormonal são compartilhadas por homens e mulheres, enquanto alguns são mais específicos para cada gênero. Alguns dos sintomas mais comumente compartilhados incluem fadiga , problemas de pele ou acne , alterações de humor, problemas de peso, diminuição da libido, e perda de memória.

Há também distúrbios como artrite , síndrome de fadiga crônica , fibromialgia e ataques de ansiedade. A presença de infecções do trato urinário , aumento da secura na boca, olhos, genitália, ou anormal batimento cardíaco também pode ser experimentado. Além disso, a perda de cabelo pode ser diretamente atribuído aos níveis irregulares de hormônios no corpo.