A hérnia de disco

é uma lesão que ocorre com mais frequência na região lombar. Essa doença é a que mais provoca dores nas costas e alterações de sensibilidade para coxa, perna e pé. Aproximadamente 80% das pessoas vão experimentar a dor lombar em algum momento de suas vidas. A localização mais comum da hérnia de disco lombar é no disco que fica entre a quarta e quinta vértebra lombar (L4/L5) e no disco que fica entre a quinta vértebra e o sacro (L5/S1).
-95% das pessoas que sofrem com a hérnia de disco não precisam realizar cirurgia na coluna vertebral, podendo tratar com método não invasivo.
-13% das consultas médicas envolvem dores na coluna.
-15% da população mundial sofre com a hérnia de disco.
-70% da população brasileira com mais de 40 anos sofre de algum tipo de problema na coluna.
-Essa doença é a 3ª causa de aposentadoria precoce, as dores nas costas são também o 2° principal motivo das pessoas que tiram licença no trabalho.
-Mais de 6 milhões de brasileiros sofrem com a doença e é a 2ª maior causa de afastamento do trabalho, ficando atrás apenas das doenças cardíacas.
-Pessoas com faixa etária de 25-45 anosapresentam o maior índice de casos de hérnia de disco.
Alguns dos sintomas:
Dor nas costas predominante há mais de três meses;
Coluna com desvio quando apresenta crise;
Dor que piora durante o sono com dificuldade de levantar;
Dor que piora ao ficar em pé;
Dificuldade em manter-se sentado por mais de 10 minutos;
Perda de força nas pernas;
Dor em forma de fisgada/ferroada, formigamento ou dormência nos membros;
Em alguns casos dificuldade de segurar a urina;
Desânimo para executar atividades da vida diária;
Dores de cabeça que se estendem em direção aos braços;
Dificuldades para se locomover ou levantar algum objeto.
Uma das mais potentes e mais completas ferramentas de tratamento é a Osteopatia que, com sua avaliação e seu raciocínio clínico é capaz apresentar resultados inacreditáveis quando há a colaboração do paciente. O diagnóstico osteopático busca os locais que estão gerando a sobrecarga naquele disco, possibilitando a capacidade do corpo de se auto curar, enquanto a maioria dos tratamentos para hérnia discal foca somente nos sintomas locais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *